Publicada em: 24 de março de 2016

Curiosidades sobre as Credenciadoras do Freio de Ouro

REGRAS CREDENCIADORAS - FOTO FELIPE ULBRICH

Quem sonha com o título de grande campão do Freio de Ouro 2016, neste momento, participa da etapa Credenciadora, que é a primeira dentre as três que compõem a competição. Na sequência, ocorrem as Classificatórias e, por último a grande final, que acontece no dia 28 de agosto, em Esteio, no Rio Grande do Sul, com transmissão do Canal Rural.

Para esclarecer algumas dúvidas sobre esta fase inicial, separamos algumas regras sobre as Credenciadoras:

Existem três tipos:

Credenciadoras de Inéditos: aceitam somente animais inéditos (são aqueles que, até a Final do Freio de Ouro anterior ao período classificatório, não tenham concorrido em nenhuma prova do circuito)

– Credenciadoras Abertas: consideram os animais não inéditos

– Credenciadoras Mistas: credenciam animais inéditos e não inéditos.

Perderá o ineditismo o animal que, não estando credenciado como Inédito, participe de uma Credenciadora Aberta e obtenha classificação. Caso não consiga a classificação em uma Credenciadora Mista, ele não perde a condição de inédito.

Os animais já credenciados nas Credenciadoras de Inéditos poderão concorrer nas Credenciadoras Abertas e Mistas, no mesmo ciclo, sem perder o ineditismo.

Um ponto importante é que não há restrições para que um animal, já estando credenciado por uma região, participe em credenciadoras de outras regiões.

O credenciado não inédito está habilitado a participar das Classificatórias Regionais onde se credenciou, e das Classificatórias Abertas a serem marcadas pela ABCCC, desde que atinja as condições mínimas que são exigidas. O credenciado inédito tem o direito de participar da Classificatória correspondente à região de seu credenciamento, e também ao Bocal de Ouro e Abertas, caso também atinja as condições mínimas obrigatórias.

INTERNACIONAL:

– Todos os animais credenciados no Brasil, inéditos ou não, podem participar das Classificatórias realizadas no Uruguai e na Argentina.

– Os animais credenciados na Argentina, caso participem e não obtenham vaga na classificatória, poderão ainda participar das Classificatórias Abertas brasileiras, desde que cumpram  as obrigações do regulamento.  Os animais credenciados no Uruguai poderão participar das Classificatórias Abertas brasileiras,  independente da participação na Classificatória Uruguaia.

– A final do ciclo do Freio de Ouro no Paraguai tem status de credenciadora frente ao ciclo brasileiro do Freio de Ouro

– Os animais lá credenciados poderão participar das Classificatórias Regionais de Santa Catarina e Paraná, bem como das Classificatórias Abertas fora do Rio Grande do Sul.

Para ler o regulamento completo do Freio de Ouro 2016, clique aqui.

LEIA TAMBÉM:

Conheça as provas do Freio de Ouro e os critérios de avaliação

A história do Freio de Ouro

Foto: Felipe Ulbrich