Publicada em: 13 de abril de 2018

Conheça o perfil dos jurados das primeiras exposições Passaportes do Ciclo

Os avaliadores são: Lauro Varela Martins, Jorge Rosas Demiate Junior e Francisco Kessler Fleck

Foto: Divulgação/ABCCC

As primeiras exposições Passaportes do ciclo já iniciaram! Organizadas pelos núcleos de criadores de Cavalos Crioulos, os circuitos de provas definem os melhores exemplares para disputar a Exposição Nacional na Expointer, em agosto, em Esteio (RS).

Para definir os quatro machos e quatro fêmeas, de cada Passaporte, que se habilitam para a Expointer 2018, foram definidos os jurados: Lauro Varela Martins, responsável pela Passaporte de Campo Grande (MS), Jorge Rosas Demiate Junior, que estará presente na Passaporte de Pelotas (RS) e Francisco Kessler Fleck, com presença marcada na Passaporte de Londrina (PR).

Confira a seguir o perfil de cada jurado:

Lauro Varela Martins: Natural do sudoeste de Lages (SC), Lauro Varela Martins é criador há mais de 20 anos. A relação com a raça veio de casa. O pai de Lauro foi um dos primeiros criadores de Santa Catarina e fundador do atual Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos da Serra Catarinense. Para ele, o papel da avaliação é pensar em aspectos especificamente técnicos que vão servir para avaliar exemplares da raça e consequentemente da sua própria criação. O jurado, que há mais 23 anos exerce a função de avaliar não somente os seus animais, irá julgar a Morfologia Passaporte de Campo Grande (MS), nos dias 13 e 14 de abril.

Jorge Rosas Demiate Junior: Nascido em Ponta Grossa, na região Leste do Paraná, Jorge Rosas acabou de se tornar jurado efetivo da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC). Demiate foi competidor do Freio de Ouro e atua em julgamentos há aproximadamente 12 anos. Para ele, o julgamento exige muita responsabilidade, com a finalidade de fazer uma avaliação justa em pista. Jorge será responsável pela Passaporte que acontece em Pelotas (RS), entre os dias 13 e 15 de abril.

Francisco Kessler Fleck: Gaúcho de Porto Alegre, Francisco Kessler Fleck atua como jurado desde 1994. Sua trajetória com a raça Crioula começou muito antes dele imaginar que um dia pisaria em uma pista de provas para avaliar o desempenho dos animais. O contato de Kessler com a vida campeira e com a criação de cavalos vem se consolidando desde a infância. Junto do pai, acompanhou de perto e participou efetivamente dos 50 anos de trabalho desenvolvido pela Cabanha Gravatá, patrimônio da família. O jurado afirma que carrega uma responsabilidade muito grande com o seu trabalho e por isso a atuação deve ser encarada com seriedade e profissionalismo. Francisco entra em pista para o julgamento da Passaporte de Londrina (PR), de 13 a 15 de abril.

Por Bianca Sandrine, com informações da ABCCC | Canal Rural