Publicada em: 15 de maio de 2018

Como está Harmonia Temprano?

Relembre toda a história do vencedor do Freio de Ouro 2016 e descubra como está a sua vida hoje em dia

Harmonia Temprano com o Ginete Zeca Macedo – Foto: Divulgação/site do Freio de Ouro

Quem não se lembra do garanhão Harmonia Temprano? Com nota recorde de 22,607, o macho ganhou o Freio de Ouro 2016, guiado por José Fonseca Macedo. Mas não cabe apenas esse título a esse lendário cavalo. Na Expointer em 2010, consagrou-se 3º Melhor Potranco Menor e, além disso, participou de grandes campeonatos em exposições do interior, encerrando em 2013 as campanhas morfológicas.

Foi em 2014, faltando uma semana para o seu primeiro Bocal de Ouro, que Harmonia Temprano sofreu um acidente durante seu treinamento, resultando em uma sutura de 14 pontos em uma das patas. Apesar disso, o garanhão mostrou do que era capaz. Venceu o Bocal de Ouro e no mesmo ano deixou escapar na última paleteada um dos cobiçados freios em disputa. Para Leonardo Teixeira, criador da Cabanha Harmonia, aquele era apenas o início. “Foi difícil assimilar tamanha perda estando tão próximos da glória, mas o cavalo já tinha demonstrado todo o seu potencial e o quanto estava predestinado a grandes façanhas”, relatou.

No ano seguinte, representou o Brasil na Expo FICCC (Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos) realizada na Argentina, onde obteve a classificação para a final de 2015. Uma nova lesão, desta vez nos membros anteriores, inspirou um trabalho minucioso de tratamento e fisioterapia para posterior avaliação de seu quadro.

Sua carreira funcional estava em risco e sua saúde sempre foi a prioridade. Após longo repouso, Zeca Macedo assumiu pessoalmente a execução dos exercícios de fisioterapia, que compreendiam muitos dias de caminhadas, para só então evoluir ao trote e posteriormente ao galope. Eram escassos os dias para a grande final quando Temprano foi aprovado e liberado a participar.

“Mesmo impossibilitado de treinar, sua apresentação naquele Freio de Ouro 2015 foi um verdadeiro espetáculo. Ele foi mal nas duas etapas de mangueira da prova, mas em compensação, deu um show nas demais, arrebatando o público presente e ficando na memória daqueles que amam os bons cavalos. Foi o cavalo que o público elegeu para torcer, dado o nível da apresentação que ele fez. Ganhamos um Freio de Prata, com gosto e jeito de ouro!”, revela Leonardo.

Provas do Harmonia Temprano no FREIO DE OURO 2015:

MANGUEIRA

BAYARD-SARMENTO

PALETEADA

No ano seguinte, quando venceu o Freio de Ouro 2016, Teixeira afirmou que aquele poderia ser o último campeonato de Harmonia Temprano.

“Independente de vencer o Freio de Ouro 2016, este poderá ser o último de Temprano. Estamos tendendo a aposentá-lo. Temprano tem uma história acima de tudo de superação, mostrando que os verdadeiros vencedores serão sempre forjados no calor das grandes batalhas”, relatou Teixeira.

Provas do Harmonia Temprano no FREIO DE OURO 2016:

MANGUEIRA

BAYARD-SARMENTO

CAMPO

Agora, em 2018, vemos a concretização do que o criador disse há dois anos atrás. Hoje, Temprano está dedicado exclusivamente à reprodução. O garanhão, que está saudável, fica alojado no Centro de Retiro Reprodução Equina, em Pelotas (RS). “Após vencer o Freio de Ouro de 2016 marcando a maior média final de todos os tempos para a categoria dos machos, entendemos ser este o momento certo de aposentá-lo. Não apenas pela vitória ou pelo recorde mas por ter realizado uma apresentação impecável, vencendo com um dos maiores espetáculos que a sagrada pista de Esteio já testemunhou. Muitos pediram ele novamente nas pistas, para o Freio do ano passado e agora para Expo FICCC, mas precisamos respeitar a saúde deste grande cavalo (ele correu três ciclos até conseguir a vitória, então possui algumas dores, por isso não convém expô-lo demasiadamente)”, diz.

O cavalo hoje pertence ao condomínio Harmonia Temprano. De setembro a março, o macho está sobre regime de temporada, cobrindo cota cheia de 120 éguas, no sistema de coleta para envio de sêmen e inseminação das éguas da central. De março a agosto, Temprano também é coletado. Gabriel Flório, da Central de Reprodução, explica um pouco mais. “O sêmen de Temprano serve tanto para guardar para os condôminos, como banco genético, quanto para exportação. Ele já tem sêmen congelado no Uruguai e na Argentina”, afirma.

Um cavalo que possui procura alta pelo seu material genético e que até pouco tempo atrás era difícil manter uma tranquila “vida de cavalo”, hoje no dia a dia leva vida mansa. “Temprano fica solto em um piquete durante um turno, e tem uma vida bem tranquila. É um cavalo bem sadio. Temos algumas atenções com ele, devido ao seu histórico de atleta, mas ele está bem tranquilo”, diz Gabriel Flório.

Harmonia Temprano nos dias atuais – Foto: Cabanha Harmonia

Cabanha Harmonia, berço do Harmonia Temprano

A Cabanha Harmonia, criatório da cidade gaúcha de Santa Vitória do Palmar (RS), foi fundada em 1975 e acumulava em seu currículo uma série de títulos importantes no universo do Cavalo Crioulo. Dentre eles, o Freio de Ouro 2006 com Ganadero da Harmonia e sua mãe, Coral Sombra, matriz arrematada pela Cabanha no mesmo ano, no Leilão Preto no Branco.

Coral Sombra – mãe do Harmonia Temprano – Foto: Divulgação/site Freio de Ouro

Ganadero da Harmonia – pai do Temprano e Freio de Ouro 2006 – Foto: Divulgação/site Freio de Ouro

“Não havia o que inventar. O cruzamento entre uma promissora égua e naquela época o atual campeão do Freio de Ouro seria o correto a ser feito para impulsionar novamente aquele sonho. E assim, no ano seguinte, em uma madrugada gelada com jeito de inverno de novembro, nasceu Temprano. Esse foi o nome, pois ele veio ao mundo assim, temprano (cedo em espanhol)”, explica Leonardo Teixeira, filho do dono da cabanha, Lauro Teixeira.

A imponência do cavalo chamou a atenção desde cedo. Além de altivo e de muita qualidade racial, o potro impressionava pela força e habilidade. Hoje o carinho e zelo com a saúde deste cavalo permanece o mesmo. A preocupação em passar adiante a genética desse garanhão também é outra responsabilidade da Cabanha. “Optamos por colocar em condomínio o Temprano, nos reservando de um percentual de propriedade, pois somos de porte médio e de poucas matrizes e, assim, oxigenar nosso negócio”, diz Teixeira.

O que o futuro reserva?

Pensar em Harmonia Temprano é pensar nos sonhos que essa genética permite alcançar. Um exemplo disso é Harmonia Zamorano, filho do Temprano, neto do Ganadero, e que está em treinamento para o Freio de Ouro do ciclo 2019 com Zeca Macedo, mesmo ginete que venceu a competição com o seu pai e avô.

Harmonia Zamorano, filho do Harmonia Temprano e neto do Ganadero da Harmonia – Foto: Cabanha Harmonia

“Estamos tentando fazer a 3ª geração de campeões do Freio. Mas isso só o tempo nos dirá! Eu penso que o criador ou competidor que não sonha alto, perde a inspiração”, finaliza Teixeira.

Por Bianca Sandrine | Canal Rural